Sabia quem era profissionalmente, tínhamos nos encontrado pouquíssimas vezes, mas nunca nos falamos. Por acaso, trabalhamos juntos outro dia e passei a achar o cara interessantíssimo.

Sabe muito sobre o mundo, de forma nada arrogante, tem um jeito bonito de falar, pausado, paciente, grave, um delicioso sotaque. Nos olhos, quase sempre nebulosos, uma paixão linda, uma vontade, uma motivação naquilo que faz, um inconformismo e um senso crítico deslumbrantes.

Na ocasião, me perguntou, não sei se por acaso ou não, se morava no bairro X (onde estive passeando no dia anterior), disse que não, morava no Y. “Ah, eu morava no apartamento na frente do seu, agora mudei para X”, respondeu. Eu sabia que era meu vizinho – embora não soubesse que tinha se mudado, mas como nunca nos encontramos no prédio, no elevador, nem nas redondezas, jamais poderia imaginar que já tinha reparado em mim.

No caminho para casa, começamos a falar de assuntos mais pessoais: origens, gostos, hábitos. Já quase em casa falávamos sobre vinhos, mas a portaria chegou antes do convite para bebermos juntos uma garrafa.

Poucos dias depois, entrou na sala onde eu estava trabalhando e me ignorou solenemente. Se há algo que me incomoda, desafia, ao mesmo tempo em que seduz, é essa sensação de incerteza, de ver toda a minha pretensa segurança cair por terra. Dá uma vontade danada de batalhar e conquistar a pessoa!

Ficamos mais de uma semana sem nos encontrarmos, até que me chamou para uma reunião. A barriga gelou. Cheguei à sala, a secretária me olhou com desdém de cima a baixo, me anunciou, e eu entrei. Ele trazia no rosto uma barba milimetricamente desenhada, vestia jeans e uma camisa branca que contrastava com o moreno da pele, estava lindo!

Tratou comigo assuntos e-s-t-r-i-t-a-m-e-n-t-e profissionais, me olhando profundamente nos olhos. Não prestei atenção em mais de duas vírgulas, mas tentei disfarçar fazendo uma ou outra pergunta pronta, pra alongar o assunto. Enquanto isso, só conseguia imaginar aquele olhar partindo do meio das minhas pernas…

Anúncios

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: